Facebook
Facebook
17 JULY 2018

Artigo no Migalhas aborda a responsabilidade social e o compromisso com a ética na publicidade voltada ao público infantil

No Brasil, tanto o Judiciário quanto o  Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR) vêm se posicionando no sentido de não proibir a publicidade voltada ao público infantil, mas impõem limites e penalidades como forma de evitar, principalmente, a publicidade abusiva.Entenda como os anunciantes devem se posicionar, a responsabilidade social e o compromisso com a ética neste artigo no Migalhas, escrito pela sócia Amanda De Siervi e pelas advogadas Larissa Lino e Mariana Dessotti. Leia mais em: https://bit.ly/2JvlwaR

Por:


« Voltar